Portal de Noticias

Ataque ao primeiro-ministro eslovaco é condenado; assassino é preso

De acordo com relatos da imprensa nacional, o autor do tiroteio é um homem de 71 anos e foi preso pela polícia no local do ataque.

0 21

Bruxelas, 15 mai (Prensa Latina)

Áustria, Hungria, Sérvia e Alemanha condenaram hoje o atentado contra o primeiro-ministro eslovaco, Robert Fico, cujo suposto autor já se encontra sob custódia policial. Reações similares ao atentado vieram anteriormente de altos funcionários da União Europeia (UE), à qual pertencem esses países.

Estou chocado com o ataque (…), ele é um grande amigo da Sérvia e de mim pessoalmente. Caro amigo, rezo por você e por sua saúde, disse o presidente Aleksandar Vucic na rede social X.

Por sua vez, o primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán descreveu o ataque como terrível. Estou profundamente comovido com a notícia (…) Vou orar por sua rápida recuperação, disse ele no mesmo canal.

De acordo com relatos da imprensa nacional, o autor do tiroteio é um homem de 71 anos e foi preso pela polícia no local do ataque.

Ele foi identificado pela polícia, é natural de Levice (sul) e disparou quatro ou cinco tiros, atingindo a vítima no esterno e nas extremidades, de acordo com a TV Joj.

O chanceler austríaco Karl Nehammer, que se disse chocado com o ataque, também condenou o atentado.

Não devemos permitir que o ódio e a violência se enraízem em nossas democracias e devemos combatê-los com a máxima determinação, escreveu o político conservador no site de rede social X.

Na mesma plataforma, o chefe do governo alemão, Olaf Scholz, descreveu o ataque como um ato covarde.

Fico está em estado crítico e sua vida está em perigo, de acordo com seu gabinete.

Atualmente, ele está sendo levado de helicóptero para Banska Bystrica em uma condição de risco de vida, disse um comunicado divulgado no país na época.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.